Arquivos de sites

2014 NBA Playoffs – Será que o Heat chega ao Tri ???

San Antonio Spurs entra como o favorito pata o título da NBA em 2014 – NBA.com

Hoje começam os playoffs da NBA, e ao contrário dos últimos anos, o atual bicampeão Miami Heat não entra como o grande favorito ao título. A equipe dos craques LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh continua sendo uma das principais candidatas ao título, mas terá que mostrar muito mais bola do que apresentou na temporada regular, onde alternou partidas espetaculares com sequências ridículas, e derrotas vergonhosas para timecos como o Philadelphia 76ers, que venceu o Heat duas vezes. Sou torcedor do time há mais de 20 anos e não estou confiante em relação ao sucesso nestes playoffs. Tomara que eu esteja enganado e que Wade entre rejuvenescido após várias semanas sem jogar, e que o técnico Erik Spoelstra consiga encontrar uma rotação de jogadores eficiente e competitiva, para que James possa ser preservado para os momentos cruciais. Spoelstra alternou demais a formação durante o ano, e não sei dizer quem jogará contra cada provável adversário, pois Michael Beasley, Udonis Haslem, Shane Battier, Greg Oden e Rashard Lewis receberam minutos que variavam de ZERO a quase 30 de uma partida para outra.

O vice-campeão de 2013, San Antonio Spurs, que deixou escapar seu quinto caneco por mínimos detalhes para o Heat, entra para os Playoffs de 2014 como o grande favorito. Atingiu a melhor campanha da liga, sendo o único time com mais de 60 vitórias, e fez isso sem abusar das suas principais estrelas, mostrando a grande força do elenco e toda a inteligência de seu treinador, Gregg Popovich. O que pode complicar para o Spurs foi o desempenho sofrível que tiveram no confronto direto contra os principais rivais da Conferência Oeste, Oklahoma City Thunder, Los Angeles Clippers e Houston Rockets. Estes quatro times possuem credenciais para vencer a conferência, e na minha opinião, seriam favoritos ao título contra qualquer rival do Leste, com exceção do Heat, que está na frente de Clippers e Rockets.

A novidade deste ano está na mudança, bem-vinda após forte pressão de praticamente todos os interessados, no formato das finais da NBA. As partidas serão alternadas no formato 2-2-1-1-1, o que permitirá maior oportunidade para o time com pior campanha, que dificilmente conseguia vencer as três partidas consecutivas em casa, no miolo da série. Aqui vão meus palpites para os Playoffs:

Leste

Pacers 4 x 1 Hawks, Bulls 4 x 1 Wizards, Nets 4 x 2 Raptors, Heat 4 x 0 Bobcats

Bulls 4 x 2 Pacers, Heat 4 x 3 Nets

Heat 4 x 3 Bulls

Oeste

Spurs 4 x 0 Mavericks, Rockets 4 x 2 Blazers, Clippers 4 x 1 Warriors, Thunder 4 x 3 Grizzlies

Spurs 4 x 2 Rockets, Clippers 4 x 2 Thunder

Spurs 4 x 2 Clippers

NBA Finals

Spurs 4 x 2 Heat

Gostaram dos palpites ? Será que teremos a repetição da final do ano passado ?

 

29 times lutando contra o tricampeonato do Miami Heat

 

LeBron James está preparado para conquistar seu tricampeonato pelo Miami Heat

A temporada 2013-2014 da NBA começa logo mais, com a partida entre o Indiana Pacers, um dos candidatos ao titulo, recebendo o fraquinho Orlando Magic. Em seguida teremos o jogo mais esperado da noite, quando os atuais bicampeões do Miami Heat recebem o forte Chicago Bulls, que terá o tão aguardado retorno do excelente, mas pipoqueiro, armador Derrick Rose, que não recuperou-se de uma lesão no joelho e nem sequer pisou em quadra na última temporada. A noite ainda terá o clássico de Los Angeles, entre Clippers e Lakers, num momento curioso e jamais visto na história da liga, quando a potência de roxo e amarelo está muito abaixo dos vizinhos, que chegam como um dos principais favoritos ao título da Conferência Oeste sob comando de Doc Rivers, que abandonou o Boston Celtics para tentar a sorte na Califórnia ao lado de Chris Paul, Blake Griffin e companhia.

A temporada promete um grande equilíbrio no topo, pois diversos postulantes ao lugar do Heat conseguiram reforçar-se de forma significativa, especialmente os Clippers, Brooklyn Nets e Houston Rockets, estes últimos com a chegada de superstars como Paul Pierce e Kevin Garnett nos Nets e Dwight Howard nos Rockets. Mas o Heat não ficou para trás, e trouxe bons coadjuvantes para dar apoio a LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh, com apostas de alto risco mas imenso potencial, especialmente nos casos do xarope do Michael Beasley e do jogador de cristal, Greg Oden.

Alguns fatos curiosos para este ano. O primeiro está na alteração do nome do time de New Orleans, que abriu mão do apelido de Hornets e terá o insosso apelido de Pelicans. Sorte do Charlotte Bobcats, que poderá retomar o nome que sua cidade tanto amava, e será novamente Charlotte Hornets na próxima temporada, talvez a primeira boa notícia para a franquia desde que Michael Jordan assumiu o controle do time há cerca de três anos. O segundo, e mais interessante, está na experiência de utilização de camisetas com mangas curtas por diversas equipes nesta temporada, após a boa aceitação do teste que foi feito com o Golden State Warriors no ano passado e será novamente repetido. E especula-se que todos os jogos do Natal e o All-Star Game sejam disputados com este tipo de camiseta, numa tentativa de popularizar e gerar muitas vendas para os amantes do esporte e da liga.

Aqui vão meus palpites para a classificação final das seis divisões, com os classificados aos playoffs em negrito:

Atlantic – Nets, Knicks, Raptors, Celtics e 76ers

Central – BullsPacers, Pistons, Cavaliers e Bucks

Southeast – HeatHawks, Wizards, Bobcats e Magic

Pacific – ClippersWarriors, Lakers, Kings e Suns

Northwest – ThunderTimberwolves, Blazers, Nuggets e Jazz

Southwest – Spurs, Rockets, Grizzlies, Mavericks e Pelicans

A maioria dos especialistas consultados pela ESPN e NBA acha que o Heat chega ao terceiro título seguido, levantando o tão querido Larry O’Brien Trophy. Eu concordo com eles, mas a briga será duríssima com Bulls e Pacers no Leste, e contra o sobrevivente de Spurs, Thunder, Clippers e Rockets no Oeste.

Boa temporada a todos os fãs da NBA, e Let’s Go Heat !!!!!!!!

O retorno do Blog – NBA Playoffs 2013

Chris Bosh e o Miami Heat chegam fortes para o bicampeonato – Photo Credit: Gary Dineen

Peço desculpas aos meus fiéis leitores pela ausência indesculpável. Existem explicações para tal abandono, mas eu aceito a culpa pela negligência. A partir desta semana tentarei manter um mínimo de padrão e frequência nos posts do blog. E começarei neste belo sábado/domingo de abril, com um dos meus assuntos favoritos. Os playoffs da NBA.

Este post está indo ao ar no domingo de manhã, mas como passei a tarde e noite de sábado fora de SP, no casamento de um grande amigo, não pude assistir ou acompanhar as partidas de ontem, e meus comentários não serão afetados pelos primeiros jogos.

Ao contrário das últimas edições da NBA, enxergo dois grandes favoritos que dificilmente sejam eliminados antes das finais, que serão disputadas em junho. Meu querido Miami Heat e o talentosíssimo Oklahoma City Thunder devem repetir a final de 2012, quando o Heat venceu por 4×1 e deu o primeiro título para LeBron James. Por falar nisso, James continua a evoluir de forma impressionante e fez uma temporada espetacular em 2012-2013, distanciando-se das demais estrelas da liga e deve ser uma barbada como o MVP da temporada.

Apesar deste grande favoritismo de Heat e Thunder, os playoffs devem ter batalhas equilibradíssimas entre os outros times, pois o equilíbrio está bastante acentuado na liga, fruto do bem sucedido formato definido após a dura negociação entre a liga e os donos das equipes com o sindicato dos jogadores, que ameaçou a temporada passada mas que criou sanções pesadas para as equipes que extrapolarem os limites de folha salarial. Estas regras inclusive colocam em risco a possibilidade do Heat em perpetuar-se no topo, pois no final da próxima temporada suas principais estrelas (James, Dwyane Wade e Chris Bosh) poderão optar por terem passe livre e escolher se desejam continuar no sul da Flórida, ou se irão buscar caminhos diferentes.

Se o equilíbrio foi o lado positivo, algumas graves contusões foram o lado negativo da temporada. Derrick Rose ainda não retornou desde que rompeu os ligamentos do joelho na primeira partida dos playoffs de 2012, Rajon Rondo sofreu a mesma lesão logo após o All Star Game, e o monstro Kobe Bryant, que jogou demais para carregar o decepcionante Los Angeles Lakers neste ano, teve séria lesão no calcanhar de Aquiles na última semana da temporada, e devido à idade e quantidade de partidas disputadas em sua carreira, tem seu futuro em risco, uma grande decepção.

Os brasileiros foram muito bem representados pela grande evolução de Tiago Splitter, que hoje é peça fundamental no forte San Antonio Spurs, o sempre eficiente Nenê que deu equilíbrio para o inconsistente Washington Wizards e pela curta, mas maravilhosa, temporada de Anderson Varejão, que liderava a NBA em rebotes mas sofreu contusão que o impediu de conquistar o título de reboteiro e, principalmente, ser convidado para o All Star Game.

Minha previsão de 2012 acertou meu Heat como campeão, mas errou feio no finalista, pois eu achava que o Lakers tinha forças para ir longe, e eles foram um fiasco, sendo demolidos pelo Thunder sem piedade. Neste ano alguns duelos da primeira rodada serão emocionantes, especialmente o das potências tradicionais da costa Leste, New York Knicks e Boston Celtics, que torcemos ser levado ao sétimo jogo. Aqui vão meus palpites de 2013:

Conferência Leste:

First Round: Heat 4×0 Bucks, Knicks 4×3 Celtics, Pacers 4×1 Hawks, Nets 4×3 Bulls

Conference Semifinals: Heat 4×0 Nets, Pacers 4×2 Knicks

Conference Finals: Heat 4×1 Pacers

Conferência Oeste:

First Round: Thunder 4×1 Rockets, Spurs 4×3 Lakers, Nuggets 4×2 Warriors, Clippers 4×3 Grizzlies

Conference Semifinals: Thunder 4×1 Clippers, Spurs 4×3 Nuggets

Conference Finals: Thunder 4×1 Spurs

NBA FinalsHeat 4×2 Thunder

Oba ! Hoje começam os playoffs da NBA

2012 NBA Playoffs Bracket

Que maravilha. O início dos playoffs da NBA, na tarde de hoje, dão início a um dos melhores dois meses do ano, para amantes do basquete e de competições esportivas. Teremos uma maratona de grandes disputas, que prometem ser muito equilibradas, e apesar de existirem alguns poucos favoritos ao título, acho que podemos ver zebras em quase todos os confrontos.

Antes de avaliar a temporada e os playoffs, preciso me parabenizar pela excelente previsão que fiz em dezembro, quando acertei 15 dos 16 times classificados para os playoffs, e quase todos na ordem correta. Meu erro ficou na troca do Jazz pelo Blazers, que deveriam fisgar esta classificação mas foram a equipe mais confusa e desorganizada da NBA, e desapontaram os fiéis fãs de Portland mais uma vez.

Como acontece todo ano, o destaque da temporada ficou por conta do San Antonio Spurs, que continua com seu jogo extremamente eficiente, nesta ano com um elenco muito forte e reservas com alto nível, o que permitiu ao técnico Gregg Popovich dar bastante descanso aos veteranos Tim Duncan, Manu Ginobili e Tony Parker, que chegam inteiros para a hora do “vamo vê”. Outras equipes que merecem destaque positivo foram o Chicago Bulls, que jogou sem a estrela Derrick Rose por metada da temporada, e ainda assim conquistou a melhor campanha da liga, e de times em grande crescimento como Indiana Pacers e Memphis Grizzlies, que podem aprontar nesta fase final. Os destaques negativos foram muitos, além do já mencionado Blazers, e passando pelo Orlando Magic e sua estrela mimada Dwight Howard, que operou a coluna e está fora dos playoffs e dos Jogos Olímpicos de Londres, e finalmente com o Charlotte Bobcats, que venceu apenas 7 partidas e atingiu a pior média de vitórias da história da NBA. Uma verdadeira vergonha para o time de Michael Jordan, que tem um futuro muito sombrio nas mãos incompetentes do maior jogador de todos os tempos.

Enquanto escrevo estas palavras, os Bulls já venceram o primeiro jogo frente ao Philadelphia 76ers, mas tiveram uma grande baixa, com uma contusão no joelho de Rose, que pode complicar o futuro do time caso o craque fique de molho por muito tempo. Meu Heat está destruindo o New York Knicks no segundo quarto, num jogo acirrado que está fazendo jus à melhor rivalidade (em termos de confusões) da NBA, especialmente pelos duelos do final dos anos 90, quando os Knicks eliminaram o Heat como zebra por três anos seguidos, sempre como visitantes, para minha imensa tristeza.

Disse em dezembro que Heat seria o campeão sobre o Thunder, mas estou com receio em relação ao vencedor do Oeste. Acho que o Heat chega na final, superando o Bulls (caso Rose esteja fora, creio que os Celtics sejam os vices do Leste), mas estou com palpite de que o sempre forte Los Angeles Lakers saia como campeão no Oeste, superando o favoritismo do Spurs e Thunder. É a mesma final que previ antes dos playoffs de 2011. Aqui vão meus palpites:

Conferência Leste:

First Round: Bulls 4×1 76ers, Heat 4×0 Knicks, Pacers 4×0 Magic, Celtics 4×2 Hawks

Conference Semifinals: Bulls 4×1 Celtics (Depende da presença de D.Rose), Heat 4×1 Pacers

Conference Finals: Heat 4×2 Bulls

Conferência Oeste:

First Round: Spurs 4×1 Jazz, Thunder 4×2 Mavericks, Lakers 4×2 Nuggets, Grizzlies 4×3 Clippers

Conference Semifinals: Spurs 4×2 Grizzlies, Lakers 4×2 Thunder

Conference Finals: Lakers 4×2 Spurs

NBA FinalsHeat 4×1 Lakers

Previsões esportivas – NBA 2011-2012

Chris Paul mudou a cara dos Clippers - Evan Gole/NBAE/Getty Images

É hoje ! Após muito sofrimento e a preocupante sensação de que não teríamos NBA neste ano, as partes chegaram a um acordo no final de novembro e, neste dia de Natal a nova temporada da NBA se inicia, com cinco excelentes partidas entre todos os principais concorrentes ao título, especialmente com o confronto entre os finalistas de 2011, meu querido Miami Heat e nosso algoz, o Dallas Mavericks, merecido campeão na final de junho.

Devido ao locaute deste ano e a nova realidade pós-acordo entre a liga e os jogadores, a fase de contratações não teve muito impacto, pois foi curta e muitos times mantiveram-se cautelosos para poder avaliar melhor sobre como encarar as novas regras. As exceções ficaram por conta do New Orleans Hornets e Los Angeles Lakers. Os Hornets ficaram sem dono no ano passado, e são propriedade da liga, algo inusitado que criou uma situação bizarra na semana passada, quando o time foi pressionado pelo super-armador Chris Paul para que encontrasse um parceiro para trocá-lo, e quando os Lakers entraram na jogada juntamente com o Houston Rockets, numa super-troca envolvendo quase dez jogadores, o chefão da NBA, David Stern, melou a negociação por considerá-la prejudicial ao Hornets, e em nome dos demais donos do time, preferiu esperar por uma oferta mais justa e beneficial ao time, onde eles receberiam jogadores mais novos e promissores, bem como a oportunidade de se livrar de contratos longos e danosos, somados a oportunos draft picks. Esta oferta apareceu dias depois, e por parte do azarão Los Angeles Clippers, o tradicional saco de pancadas da NBA, que é indiscutivelmente a pior franquia da história da liga, com míseras aparições em playoffs e constantemente à sombra do arqui-rival, o vizinho Lakers, principal equipe da NBA ano após ano.

A oferta do Clippers era impossível de ser negada, pois ofereceu bons jogadores jovens e com contratos que favorecem o time, além de bons draft picks para 2012, quando a safra de jogadores universitários promete ser a melhor dos últimos tempos. Em menos de uma semana, os Clippers passaram de um bando de promessas fracassadas a um dos favoritos ao título da Conferência Oeste, pois agora possuem um elenco completo, liderado pelo melhor armador da NBA (Paul), o espetacular ala Blake Griffin e ainda os recém-contratados Chauncey Billups e Caron Butler, veteranos de muito talento e que já provaram saber vencer em diversas equipes, e pela primeira vez na história esse time conseguiu a façanha de ultrapassar os Lakers, tanto no foco da mídia quanto na opinião pública.

Antes de dar minhas opiniões, listo boas análises e previsões que foram apresentadas nesta semana pelos principais órgãos de mídia dos EUA, como a ESPN e Sports Illustrated. O especialista em estatísticas da NBA, John Hollinger da ESPN, também apresentou boas previsões, inclusive com o número de vitórias para cada equipe, que pode ser encontrado nestes links, para times do Leste e Oeste. A NBA sempre foi uma liga com grande abismo entre os times que brigam por título e o “resto”, algo até aceitável pela própria natureza do esporte, onde apenas 5 jogam e os melhores jogadores têm grande impacto no resultado, algo que ocorre em nível muito menor em esportes como o futebol, por exemplo. O consenso para esta temporada é que existem três grandes candidatos ao título (Heat, Chicago Bulls e Oklahoma City Thunder), mais os Mavericks, que vem logo atrás como o quarto favorito ao troféu. Daí pra baixo aparecem diversos times fortes, mas que ainda sofrem com a falta de alguma coisa para conquistar o título, e neste grupo aparecem os Lakers, Clippers, New York Knicks, Boston Celtics e Memphis Grizzlies. Duvido que os finalistas das conferências não estejam entre essas equipes, e se tivesse que incluir um décimo time para fechar este grupo, seria o Indiana Pacers, que considero o azarão desta temporada, pois surpreendeu em 2011 e fez boas adições para 2012, especialmente com o ótimo ala David West.

Aqui vão meus palpites para a classificação final das seis divisões, com os classificados aos playoffs em negrito:

Atlantic – Knicks, Celtics, 76ers, Nets e Raptors

Central – Bulls, Pacers, Bucks, Pistons e Cavaliers

Southeast – Heat, Magic, Hawks, Wizards e Bobcats

Pacific – Clippers, Lakers, Warriors, Suns e Kings

Northwest – Thunder, Nuggets, Blazers, Jazz e Timberwolves

Southwest – Mavericks, Grizzlies, Spurs, Rockets e Hornets

Meus palpites para os playoffs apresentarão duas repetições nas finais de conferência, com o Heat batendo o Bulls novamente, só que com o Thunder destronando os Mavericks no Oeste. Torcerei muito para que meu palpite se concretize, com o segundo titulo do Heat, em 4×2 contra o Thunder na final.

%d bloggers like this: