Category Archives: Uncategorized

Hoje começa o melhor campeonato de futebol do mundo !

Sterling e De Bruyne, do Manchester City, a incógnita da Champions League deste ano – uefa.com

A UEFA Champions League 2015-16 se inicia hoje, com a participação de praticamente todos os principais clubes europeus, exceção feita para os grandes de Milão, que para piorar as coisas não conseguiram nem as vagas para a Europa League, a forte, mas secundária, competição do continente.

Será a 24a edição desde a renovação que tornou a Copa dos Campeões em uma competição mais robusta, com a inclusão de mais clubes das principais ligas nacionais, e a cada ano crescendo na preferência de todo o planeta, com audiência em todo o mundo premiações astronômicas. A equipe campeã desta edição deverá embolsar mais de 70 milhões de euros em premiação e direitos de transmissão. Para comparação, o vencedor da última Libertadores da América não embolsou nem 10% deste montante.

Uma característica marcante das edições da Champions desde a reformulação é o fato de nunca ter havido um bicampeão em anos consecutivos. Diversos clubes venceram múltiplas edições desde 1993, principalmente Barcelona, Real Madrid e Milan, que foi o último a defender o título com sucesso em 1990. Na fase anterior da Copa dos Campeões, houveram cinco bicampeonatos, dois três e um penta, com o Real Madrid nos cinco primeiros anos da competição, na década de 50.

O atual campeão e melhor time do mundo é o Barcelona, que entra com um alvo gigante nas costas e terá que suar para acabar com esta sina. Conta com o melhor ataque de todos os tempos do futebol mundial, com três jogadores sul-americanos fenomenais (Messi, Suarez e Neymar), e um elenco que se comporta muito bem sob comando de Luis Enrique. A Juventus, finalista de 2015 se enfraqueceu demais com as vendas de Vidal e Tévez, mas muitos concorrentes chegarão com força, especialmente os ingleses de Manchester (City e United) e Londres (o Chelsea começou a temporada muito mal mas tem um time fortíssimo), além de Real Madrid, Bayern de Munique e o cada vez mais robusto Paris Saint-Germain, que não para de reforçar seu ataque, nesta ano com o craque Di Maria.

Meus palpites para os vencedores dos oito grupos:

A – Real Madrid e Paris Saint-Germain

B – Manchester United e Wolfsburg

C – Atlético de Madrid e Benfica

D – Manchester City e Sevilla

E – Barcelona e Roma

F – Bayern de Munique e Arsenal

G – Chelsea e Porto

H – Zenit e Valencia

Arriscar um destes gigantes para ser o campeão é uma loucura, mas escolherei o Barcelona, chegando ao difícil bicampeonato, pois a maioria dos rivais possuem falhas reais, seja no elenco ou principalmente no banco, que podem dificultar na hora de decidir. Técnicos fracos no Real Madrid, Manchester City e Paris Saint-Germain podem causar problemas, e no caso de Bayern de Munique e Chelsea o problema fica por fragilidades defensivas das equipes. Escolho o Chelsea como o principal candidato a superar o Barcelona, pois o elenco é forte e o treinador José Mourinho é capaz de liderar uma sequência  que carregue o time ao título.

A Europa League vem sendo dominada pelos espanhóis na última década, com 4 títulos do Sevilla e 2 do Atlético de Madrid, e neste ano a surpresa pode ser o Athletic Bilbao, que goleou o Barça na final da Supercopa da Espanha e é sempre um adversário difícil no País Basco. Os terceiros colocados da fase de grupos da Champions entram na fase de mata-mata, e existem vários candidatos a este título que poderão surgir pelo caminho da Champions. Outra força será o Borussia Dortmund que voltou a encantar nesta temporada, e é meu candidato ao título da Europa League em 2016.

A nota triste para os brasileiros fica por conta da aquisição dos direitos de transmissão por parte da Turner/Esporte Interativo, canal com mínima penetração nas TVs a cabo, o que impedirá os amantes do bom futebol e acompanhar esta competição. Depois de décadas de cobertura pela ESPN, teremos que seguir o melhor torneio do mundo através de melhores momentos e gols, nos noticiários esportivos. Uma pena !!!!!

Anúncios

O futebol brasileiro no segundo semestre de 2015

Dunga na última convocação da Seleção Brasileira (André Durão/Globo.com)

O segundo turno do Brasileirão 2015 começou no último final de semana, e as 20 rodadas até aqui disputadas demonstram um grande equilíbrio e baixíssimo nível técnico, com exceção dos líderes Corinthians e Atlético-MG, que ainda apresentam um futebol um pouco mais constante e elevado em relação aos demais. A outra exceção fica por conta do Vasco, que consegue se destacar pelo futebol absurdamente ridículo que apresenta, estando no seu terceiro treinador e que provavelmente não será o último até o final da competição, onde o rebaixamento é quase certo. O clube, que já foi grande mas teima em ressuscitar dinossauros como Eurico Miranda, deve ser o primeiro “grande” a ser rebaixado pela terceira vez desde a criação do formato em pontos corridos. O Vasco quase chegou ao título em 2011 mas mesmo assim seus sócios decidiram implodir o trabalho, aparentemente sério apesar do pouco sucesso, vinha sendo tentado pelo ex-presidente Roberto Dinamite, e o futuro do clube é bastante sombrio.

O Corinthians começou mal, mas não perde desde a oitava rodada, com 12 partidas invictas. Alcançou uma pontuação altíssima no primeiro turno (40 pontos) e fará a maior parte dos jogos difíceis do segundo turno no Itaquerão, com exceção do confronto com o Galo, que deverá ser disputado no Mineirão, na provável decisão, no dia 1o de novembro. Nas últimas rodadas o time começou a fazer muitos gols e nem parece uma equipe comandada por Tite, com tanto poder ofensivo. Não acredito que o título escape do Corinthians, pois o Galo é muito irregular para uma competição em pontos corridos, seu estilo é mais adequado para mata-mata.

A Copa do Brasil também “começou” de fato na semana passada, com a entrada dos clubes que disputavam a Libertadores, e nesta semana conheceremos os oito classificados para as quartas-de-final. O Galo deve recuperar a forma e vencer o Figueirense, e o Corinthians não deve reverter a vantagem do Santos, um time com ataque forte e que recuperou a boa forma do Paulista. Acredito na classificação do Internacional, Grêmio, Paysandu, Palmeiras e Vasco. Para finalizar, por mais que considere um horror o estilo e a postura do fraquíssimo Juan Carlos Osorio, na minha opinião o pior treinador que já comandou meu Tricolor, creio numa classificação frente ao Ceará, principalmente pela fragilidade de um timeco que está, disparadamente, na lanterna da Série B do Brasileiro. Mesmo que avance, o São Paulo não deverá ir muito longe e eu penso que os favoritos na Copa do Brasil sejam o Santos e o Internacional. Se tiver que escolher um, vou de Peixe.

A Seleção Brasileira deu mais um vexame na Copa América, mas não dava para esperar muito mais após outra palhaçada do Neymar, e a presença de jogadores patéticos e que jamais deveriam voltar a vestir a amarelinha, como Thiago Silva e Daniel Alves, além de jogadores fracos como Everton Ribeiro, Fred, Fabinho e Geferson (com este nome nem deveria poder jogar !!!). Gostei bastante da convocação para os próximos amistosos, especialmente da presença dos dois Lucas (Lima e Moura) e o retorno de Hulk. Considero a presença de Kaká como algo pontual portanto não vou reclamar nem elogiar, mas ele não tem muito o que acrescentar à Seleção e espero que não seja mais convocado. Lamento muito o fato de Coutinho não ter sido chamado, pois creio que ele seja um dos poucos expoentes que temos em grandes clubes, na parte ofensiva. Eu gostaria muito que Dunga jamais devolvesse a faixa de capitão, e que nunca deveria ter sido oferecida, ao Neymar, quando ele puder jogar novamente nas Eliminatórias, na dificílima partida contra a Argentina, pela terceira rodada, em novembro.

Nosso único craque desfalcará a Seleção nas duas primeiras rodadas, contra Chile fora de casa e Venezuela em Fortaleza. Nossa última partida de 2015 será contra o Peru, em Salvador, e tenho grande preocupação quanto aos resultados do time neste início de Eliminatórias. Acho que podemos conseguir 7 pontos mas também não me surpreenderia se atingíssemos apenas 4 pontos, com duas derrotas fora de casa em um empate contra Peru ou Venezuela. Não acho que ficaremos fora da Copa da Rússia em 2018, mas tenho certeza que o caminho será bastante sofrido.

A realidade é que nosso futebol, grande e vistoso, cheio de craques dando show pelo mundo, não existe mais. Ainda seremos um país com times razoáveis e um outro bom jogador aqui e acolá, mas é bom que reconheçamos que, a não ser que as coisas mudem de forma rápida e muito forte, a queda ainda continuará por muito tempo e a distância frente aos europeus irá aumentar de forma gigantesca. Sorte de quem pode acompanhar o futebol brasileiro, seja nos estádios, ou através do rádio ou televisão, entre 1950 e o início dos anos 2000. Daqui pra frente eu recomendo aos que gostam de futebol, escolher uma equipe européia para torcer, mesmo que ainda simpatizando com nossos timecos locais, para que possa ao menos acompanhar boas partidas.

Após 7 anos, a Copa começa hoje !!!

Os capitães de Brasil (Thiago Silva) e Croácia (Darijo Srna), que abrem a Copa do Mundo – (FIFA.com/AFP)

Enfim chegou o dia. A Copa do Mundo terá início hoje, aqui na nossa São Paulo, com nossa Seleção, na tradicional condição de favorita a mais uma conquista, desta vez o tão sonhado hexa, que pensávamos obter há quatro anos na África do Sul.

Não comentei sobre o sorteio dos grupos em dezembro, e esperei para dar meus pitados hoje, comentando sobre as seleções que considero candidatas ao título, surpresas e decepções do torneio.

Antes disso, revisito um post de 2011, que fiz logo após o sorteio dos grupos das Eliminatórias, quando escolhi as 31 seleções que se juntariam ao Brasil na competição. Meu desempenho foi médio, pois acertei 21 das equipes. Meu pior desempenho foi na África, que teve as mesmas 5 seleções classificadas de 2006, e eu acertei apenas 2 delas.

Tenho lido muitas previsões, em mídias e blogs do mundo todo, e juntamente com as cotações de apostas, fica difícil escapar de 4 favoritos proibitivos para esta Copa, que são Brasil, Argentina, Espanha e Alemanha. Dificilmente o título escapa deles.

O grupo das possíveis surpresas, que podem aprontar e chegar às semifinais ou até na final, é composto por Bélgica e Portugal. Os belgas possuem uma geração extremamente talentosa e jovem, com craques em todas as posições do campo, e podem vencer qualquer adversário. O ponto negativo está na falta de tradição e experiência, que geralmente pesam numa Copa do Mundo. Não gosto do futebol apresentado por Portugal, com exceção do fenomenal Cristiano Ronaldo, mas reconheço que o time do competente Paulo Bento tem um padrão de jogo bastante sólido, onde os adversários chegam poucas vezes ao ataque e os portugueses deverão sofrer poucos gols na Copa. Por esta razão, podem vencer qualquer adversário, pois Ronaldo é capaz de resolver uma partida num lance genial, seja numa cobrança de falta, cabeçada ou nas lindas arrancadas pela esquerda.

Outras seleções que podem apresentar um futebol muito bom, mas também podem decepcionar, são a Inglaterra, Costa do Marfim, Colômbia e França. Cada uma com seus motivos, mas todas possuem elencos fortes mas imprevisíveis. A Inglaterra tem um monte de garotos talentosos, ao redor dos “dinossauros” Gerrard e Lampard, e do craque Rooney, que sempre desapontou nas partidas de Copa do Mundo. Além de estarem em um grupo dificílimo, os ingleses são uma incógnita para mim !!! A Costa do Marfim tem o melhor “camisa 8” do mundo (Yaya Touré), um atacante que pode desequilibrar (Drogba) e um elenco com jogadores que atuam em fortes equipes européias. Jamais desempenhou bom papel nas últimas Copas mas pode encarar qualquer um. A Colômbia perdeu seu craque (Falcao Garcia) e, apesar de ter um bom time com jogadores habilidosos e protagonistas em bons times europeus, creio que ema o principal candidato a decepção da Copa. Simpatizo com eles e ficarei feliz caso eles tenham sucesso. A França perdeu um dos 5 melhores jogadores do mundo (Ribery), mas sinceramente acho que eles podem tornar-se até mais perigosos por isso. Ribery prende demais a bola e acho que seu jogo não combina com o da equipe francesa, e sem sua presença os azuis poderão ser mais incisivos nos contra-ataques, e possuem um finalizados espetacular em Benzema, algo fundamental num torneio de poucos jogos.

Tenho xodó pelo Japão, e vou torcer muito por eles. O grupo é o mais aberto da Copa, onde todos podem avançar. Gosto demais do futebol do Honda e do centroavante Okazaki, e espero que o time possa ir longe. O Chile tem um sistema ofensivo excelente com Vidal, Vargas e Alexis, mas sua tabela é brutal, pois terá que superar Espanha ou Holanda e, dependendo da posição que ficar no grupo, o Brasil logo nas oitavas.

Os medalhões Itália, Holanda e Uruguai não me inspiram. Acho que são equipes envelhecidas e candidatas ao fracasso. Apesar de terem atacantes fora de série, que podem desequilibrar, não ponho fé nestas 3 forças nesta Copa.

Para finalizar, gosto demais do Klinsmann e torcerei bastante pelos EUA, que além de tudo o que sinto pelo time, escolheram treinar no CT do São Paulo, algo que pode trazer sorte aos americanos. Eles são muito bem treinados e disciplinados, mas o time é muito jovem e sem experiência. Dependerão de uma felicidade no primeiro jogo contra Gana para poderem avançar.

Fiz diversos bolões, cada um com placares e finalistas diferentes, mas aqui vão meus palpites de hoje, para os confrontos das oitavas em diante e as equipes que avançam até a final desta Copa:

Oitavas:

Brasil x Chile

Costa do Marfim x Itália

França x Bósnia

Alemanha x Rússia

Espanha x Croácia

Uruguai x Japão

Argentina x Equador

Bélgica x Portugal

Quartas:

Brasil x Itália

França x Alemanha

Espanha x Uruguai

Argentina x Portugal

Semifinais:

Brasil x Alemanha

Espanha x Argentina

Final:

Brasil x Argentina

Acho que os hermanos são os únicos capazes de vencer o Brasil na final. Mas considero o time do Brasil superior, especialmente pela força defensiva e do sistema de marcação. Em compensação, o ataque argentino é infinitamente superior ao nosso, e na minha opinião os 2 melhores jogadores deste confronto estão do lado deles (Messi e Di Maria). Vou passar no palpite para este jogo, e caso se confirme, daqui a um mês eu volto com o meu pitaco.

Boa Copa para todos e vamos aproveitar muito, pois dificilmente teremos outra Copa aqui no Brasil, depois de todos os problemas, pelo menos nos próximos 100 anos.

 

Brasileirão 2014 – Palpites da 2a Rodada

Luis Fabiano e Pato esperam reeditar o sucesso contra o campeão – saopaulofc.net

Hoje começa a segunda rodada do Brasileirao 2014. Meu Tricolor foi o destaque da primeira, com a bela goleada de 3×0 sobre o Botafogo, mas a derrota para o CRB no meio de semana pela Copa do Brasil trouxe dúvidas para a torcida. A disputa do mata-mata da Libertadores continua trazendo uma dinâmica diferente para estas rodadas iniciais, pois alguns times irão poupar jogadores para os duelos críticos da semana que vem.

Meu resultado nos palpites da semana passada foram o seguinte: 5 acertos e 5 erros.

Palpites da 2a Rodada

Coritiba x Santos – Santos

Palmeiras x Fluminense – Empate

Corinthians x Flamengo – Corinthians

Cruzeiro x São Paulo – São Paulo

Vitória x Atlético-PR – Empate

Botafogo x Internacional – Internacional

Sport x Chapecoense – Sport

Grêmio x Atlético-MG – Empate

Figueirense x Bahia – Figueirense

Goias x Criciúma – Goiás

 

UEFA Champions League começa hoje, uma benção para os amantes do futebol

O técnico do Real Madrid Carlo Ancelotti, então no MIlan, comemora o título da Champions em 2003 – AFP

Após meses sofrendo com as sofríveis partidas do Campeonato Brasileiro na TV, a partir de hoje os fanáticos por futebol começam a ser presenteados com as belas apresentações da UEFA Champions League, indiscutivelmente o melhor torneio de futebol anual do planeta.

Ao contrário das competições nacionais do Velho Continente, que infelizmente são dominadas por poucas equipes, a Champions apresenta um impressionante equilíbrio, especialmente desde sua reformulação dos anos 90, quando tornou-se mais robusta com maior premiação, um formato mais adaptado aos interesses da mídia e a inclusão de um maior número de equipes. Desde a edição de 1992-1993, primeira com o nome de Champions League, e principalmente depois do aumento de clubes (incluindo os primeiros colocados dos principais campeonatos nacionais, e não apenas os campeões) participantes em 1997-1998, o torneio começou a ter disputas cada vez mais acirradas e empolgantes.

Uma prova disso está na inexistência de um bicampeão seguido desde este novo modelo, algo surpreendente dentro do futebol e mesmo outras competições esportivas, pois é comum termos supertimes que acabam dominando seu esporte por alguns anos seguidamente. Este é o desafio do Bayern de Munique, atual campeão e favorito para a conquista em 2014, na final que será disputada no Estádio da Luz, do Benfica, em Lisboa. Já marquem a data no calendário, dia 24 de Maio, poucas semanas antes do início da Copa do Mundo.

A maior curiosidade para esta edição está nos bancos de reservas, pois houve uma grande troca de treinadores nos principais clubes para esta temporada, especialmente com a aposentadoria de Sir Alex Ferguson, que comandava o Manchester United desde 1986. Outros gigantes com novos treinadores são Bayern de Munique, Barcelona, Real Madrid, Manchester City, Chelsea e Paris Saint-Germain. Algo incomum e que trará um novo tempero à competição.

Aqui vão meus palpites para as equipes classificadas em cada um dos oito grupos:

A – Manchester United e Real Sociedad

B – Juventus e Real Madrid

C – Paris Saint-Germain e Benfica

D – Bayern de Munique e Manchester City

E – Chelsea e Schalke 04

F – Borussia Dortmund e Napoli

G – Atlético de Madrid e Porto

H – Barcelona e Milan

Achei os grupos bastante tranqüilos para a maioria dos grandes candidatos ao título, pois houve um sorteio que dividiu as forças entre os oito grupos. A exceção ficou para o grupo F, que está realmente muito forte, e meu palpite elimina o tradicionalmente competitivo Arsenal, mesmo após a melhor contratação da temporada, o craque alemão Mesut Özil, que o imbecil do presidente Florentino Perez trocou (por metade do custo) pelo também grande jogador, mas inferior, galês Gareth Bale.

Está difícil palpitar sobre o campeão, com tantos clubes fortes na briga, e espero poder dar um pitaco mais firme após o sorteio dos confrontos da fase final, de mata-mata. Mas como nunca me isento de um risco, vou de Juventus como o campeão desta edição da Champions, batendo o Barcelona na final e conquistando seu terceiro título europeu.

%d bloggers like this: